Buscar
  • Mayla Tauany

Desenvolva-se com as inteligências emocionais e espirituais adormecidas em você!



Oiê. Se você está chegando agora, muito prazer e permita-me uma breve apresentação.

Estou Empresária, Designer, Escritora e Palestrante ao exercer essas atividades me tornei expert em espiritualidade, aplicando os conceitos do tema em meu dia-a-dia.

Além disso, sou Sócia Fundadora da UNO MOKSHA. Com mais de 80 projetos realizados no mercado do varejo. Tenho formação de Inteligência emocional e liderança com Daniel Goleman e MBA em Ciência do bem-estar, Psicologia positiva e Auto-realização.

Tenho como missão desenvolver e despertar pessoas para suas potencialidades conectadas com sua essência. Quero que lembre-se de que somos todos expressão da vida!

Nesse Post de hoje falarei sobre como desenvolver nossas inteligências emocionais e espirituais para se comunicar de maneira mais harmoniosa em nosso cotidiano.

Antes de iniciar esse assunto é importante compreender o conceito da inteligência emocional:

É uma área da psicologia que caracteriza o indivíduo que é capaz de identificar seus sentimentos e suas emoções com mais facilidade.

Essa inteligência é importante para conduzir nossos sentimentos e o uso dessa faculdade mental influencia de forma positiva, a saúde física e mental e os relacionamentos de forma a evitar comunicação não-violenta e traumas para si e para o coletivo.

Tudo começa no cérebro, é uma ferramenta super importante, mas que ainda não damos a devida atenção aos recursos infinitos armazenados no cérebro.

O CÉREBRO funciona como um processador de dados altamente capacitado para gerir todas as funções de nosso corpo.

Em termos físicos e químicos como um processador de altíssima qualidade, inclusive necessitando de um aporte muito grande de energia.

Mas quando não utilizamos essa máquina fantástica à nosso favor, ficamos vulneráveis e suscetíveis aos ditos ‘’acasos’’, ‘’problemas ‘’e ‘’desafetos ‘’quando não desenvolvemos habilidades de comunicação. É como ter um avião e não saber pilotar.

Outro ponto antes de falarmos sobre as informações desse tema. É importante comentar, sobre como o excessivo uso da tecnologia tem afastado as pessoas uma das outras, e essa transformação impacta diretamente nas relações humanas, bem como, no desenvolvimento humano.

E quando geramos esse distanciamento, não aprimoramos nossas emoções e isso gera grandes crises, como temos visto atualmente.

Aprofundando um pouco no tema da inteligência emocional. Podemos identificar 3 focos na relação do ser humano consigo mesmo. Pensando de forma individual, conseguimos entender a relação do coletivo.

Comunicação interna: Quando pensamos em nossas próprias emoções. (Aquela voz que fala dentro de nosso ouvido, pensamentos repetitivos).

Comunicação externa: A Atenção que dedicamos às outras pessoas. ( Quando você verdadeiramente escuta o que o outro está falando).

Comunicação Empática: A percepção do mundo à nossa volta, e não só a atenção que damos a ele, mas o seu impacto e as consequência de nossas ações também. ( Senso coletivo, redes sociais e interação)

Para que possamos entender nossa relação com nossas próprias emoções é importante exercitarmos o nosso foco, em nós mesmos. De maneira individual.

Entender que somos responsáveis por nosso próprio comportamento, ativa uma relação mais segura com outras pessoas.

Agora, falaremos em como desenvolver uma comunicação mais inteligente emocionalmente consigo mesmo.

1. Analisar e observar seu próprio comportamento ( Focar em nossos pensamentos e fala)

2. Dominar nossas emoções (Aprender a lidar e expressar essas emoções com intuito de compreendê-las)

3. Aprender a trabalhar as emoções negativas (Não negar essas emoções, mas acolher)

4. Desenvolver sentimento de empatia (Comece por ser paciente com você mesmo e naturalmente será com o outro).

5. Colocar em prática a resiliência (Consigo e com os outros.

Conhecer a sua essência é transformador e traz um entendimento maior das ferramentas que se tem para realizar o que deseja. Pense que essa transformação é gradativa.

É importante compreender seus limites e avançar no autoconhecimento para despertar para uma comunicação mais harmoniosa, consigo e com os outros.

Apenas uma curiosidade: No início do século 20, o QI era a medida definitiva da inteligência humana, em meados da década de 90, descobriu-se a inteligência emocional, porque não bastava ser um gênio e não saber lidar com as emoções. Atualmente novas descobertas, apontam para o terceiro Quociente, o da inteligência espiritual. Que nos ajuda a lidar com questões essenciais e pode ser a chave para uma nova era, também no mundo dos negócios.

Compreendendo essa inteligência, podemos prosseguir para a terceira inteligência, quer serve como base para as demais inteligências.

Inteligência espiritual: É uma terceira inteligência que nos impulsiona para solucionar problemas de sentido e valor. Oposto da matéria, existe um mundo de ondas, invisíveis aos olhos, mas que pode ser medido pelo sentir. Que diz respeito a conexão com a vida e algo maior.

A ciência descobriu um ‘’ponto de Deus’’no cérebro , nos lobos temporais que nos faz buscar significado e valor para nossas vidas.

Por esse canal, temos uma comunicação mais criativa e formas de nos expressarmos, capacidade de termos insights.

A comunicação espiritual fala da consciência, como algo significa para nós, a sua conexão com a vida, seu auto-amor, seu propósito. A espiritualidade sempre esteve presente na vida da humanidade.

Esse assunto de inteligência espiritual tem se propagado com mais força.

Nossas atitudes e práticas atuais, centradas apenas no dinheiro, estão devastando o SER (essência da vida) presente em cada um de nós. E destruindo a saúde moral da vida em si, seja seres humanos ou da natureza.

Precisamos compreender que é hora de trabalhar com um sentido mais profundo, com mais significado. Comunicar de forma que inspire outras pessoas, com uma perspectiva mais ampla, para impactar de forma positiva.

O ser humano, se desconectou da vida, não sabem o jogo que jogam e que regra são essas. É necessário falar sobre o real propósito e significado e sentido profundo de objetivos e valores fundamentais.

Essa crise de significado é a causa principal do estresse na vida moderna e também das doenças.

Perguntas do tipo, para que? E para quem? Estamos fazendo o que fazemos nos faz repensar sobre o real significado da vida.

Como comunicar de forma a se desenvolver espiritualmente?

1. A pessoa que tem um desejo de servir, responsável por trazer visão e valores mais altos aos demais e por lhes mostrar como usá-los.

2. Conduzir as pessoas a refletir sobre o impacto ao meio ambiente e comunidade. Sua responsabilidade com o todo.

3. Ser honesto consigo mesmo e mais corajoso.

4. Tornar-se consciente de suas reais motivações mais profundas.

5. Desenvolver um senso holístico- tem visão do todo integrado e a percepção de unidade.

Pessoas que se desenvolvem espiritualmente proporcionam ao ambiente, uma atmosfera mais motivada, criativa e menos estressada.

Para que possamos desenvolver ambas inteligências e formas mais ricas de comunicação é preciso lembrar que é um processo gradativo. De respeito consigo mesmo e com o outro. E treinar diariamente nossas mentes para essa evolução constante.

A mudança sempre partirá do interior para o exterior. É necessário mudar os padrões de pensamentos. A boca realmente fala, o que está cheio o coração.

Agora é com você, veja de que forma você pode mudar em você e ser a mudança que deseja ver no mundo!

Fonte: Isabela Rocatto I Youtube: Isabela Rocatto I Instagram: @bela_rocatto

29 visualizações

© 2020 orgulhosamente criado com Wix.com

  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco